Rali no ar

Enquanto o bicho pega por terra, no ar o helicóptero de filmagem oficial do Rally dos Sertões faz manobras tão radicais quanto os veículos para garantir os melhores...

1000 0
1000 0

Enquanto o bicho pega por terra, no ar o helicóptero de filmagem oficial do Rally dos Sertões faz manobras tão radicais quanto os veículos para garantir os melhores “takes” de cada uma das etapas. Se você já perdeu o fôlego só de imaginar, prepare-se! À frente dessa missão estão duas mulheres!

Flora Morais e Aline Maia são pilotos da aviação comercial com muitas horas de experiência, mas no rali elas vão muito além. “A gente tem que criar uma cena, se preocupar com a luz, posicionar o helicóptero para achar um bom ângulo, tudo isso para dar ao câmera o melhor enquadramento possível”, explica Flora, que voa no Sertões desde 2003. “No dia a dia nos preocupamos com o conforto dos passageiros. Aqui na competição a gente pilota pra gente”.

Flora e Aline estão pela primeira vez juntas na missão de garantir as melhores imagens aéreas do Rally dos Sertões! (Foto: Arquivo Pessoal/Zema Rally Team)
Flora e Aline estão pela primeira vez juntas na missão de garantir as melhores imagens aéreas do Rally dos Sertões! (Foto: Arquivo Pessoal)

Aline já tem no currículo filmagens em helicópteros, mas é a primeira vez que ela faz esse trabalho em uma das maiores provas off-road do mundo. “Pra mim é tudo muito novo, é uma operação totalmente diferente do que estou acostumada a fazer”, diz empolgada a piloto. “Foi na largada, quando começou o rali, que entendi de fato a grandiosidade disso tudo aqui”.

Flora é comandante do helicóptero de filmagem do Rally dos Sertões há 6 anos. (Foto: Arquivo Pessoal/Zema Rally Team)
Flora é comandante do helicóptero de filmagem do Rally dos Sertões há seis anos. (Foto: Arquivo Pessoal)

Tanto tempo correndo junto aos pilotos e navegadores deu à Flora a habilidade de prever as ações dos competidores para registrar as melhores imagens. “Enquanto o cinegrafista grava os acontecimentos de onde estamos, eu fico de olho lá na frente. Consigo identificar, por exemplo, quando vai rolar uma ultrapassagem interessante, quando a curva vai ser boa”, conta. “Em cada movimento que eles fazem, em cada salto que eles dão, o helicóptero tem que transmitir essa emoção”.

 Imagem aérea da comandante Aline que estreou esse ano no Rally dos Sertões (Foto: Reprodução Instagram/Zema Rally Team)
Imagem aérea da comandante Aline que estreou esse ano no Rally dos Sertões (Foto: Reprodução Instagram)

E como administrar tanta técnica, tantos comandos, tanta sensibilidade? Pra isso, elas contam uma com a outra. “Normalmente ficamos 5 horas no ar, então a gente divide a operação. Em um determinado momento é ela quem está voando, em outro sou eu”, explica Flora. “Quem não está no comando fica responsável pela comunicação via rádio, pelos instrumentos de bordo, como medidores de combustível e temperatura, e se dá pra baixar mais o helicóptero, por exemplo”.

O resultado de tamanho empenho é a garantida de cobertura de praticamente 100% do Rally dos Sertões. “Tem lugares que só nós conseguimos chegar, por isso o que fazemos é tão importante. Nós seguimos do começo ao fim a caravana”, diz Flora. “É uma visão total. Nada escapa da gente”.

 Legenda: Nada escapa dos olhos atenciosos e treinados da comandante Flora (Foto: Doni Castilho/Vipcomm/Zema Rally Team)
Legenda: Nada escapa aos olhos atenciosos e treinados da comandante Flora (Foto: Doni Castilho/Vipcomm)

Gostou do texto? Leia também:
Acelere com a Zema Rally Team no maior rali do Brasil

Por dentro das rotas do Sertões

A potência dos pilotos de Rally

Entenda as regras do Rally dos Sertões

18447484_654956254699256_5075048359168116904_n

A Zema Rally Team também está voando na cobertura do Rally dos Sertões 2017! Acompanhe todas as novidades e curiosidades no nosso blog e na página do Facebook.

In this article

Join the Conversation