Para ganhar uma prova de rali, não basta ter uma equipe bem estruturada, um carro competitivo e um piloto de ponta. Se o navegador não estiver à altura, as chances de sucesso são praticamente nulas. E essa relação intensa entre piloto e navegador é a maior peculiaridade do rali frente às outras categorias do automobilismo. Nesse ponto, o atual líder da 25ª edição do Rally dos Sertões, Cristian Baumgart, está tranquilo. Afinal são 17 anos de ‘casamento’ com Beco Andreotti.

Cristian e Beco estão juntos em competições de rali há 17 anos (Foto: X-Rally Team)
Cristian e Beco estão juntos há 17 anos (Foto: X-Rally Team)

“A gente tem um entrosamento como se fosse um casal. E como em toda relação, às vezes um está melhor que o outro. Na pista isso significa que uma hora estou mais lento, outra ele está mais distraído. Então, fica um chamando atenção do outro. É engraçado, mas às vezes rola um estresse e precisamos contornar rápido, pois não temos tempo para DRs”, diverte-se Cristian. “Cada piloto tem sua mania, gosta de ouvir as orientações de uma forma. E a gente tem um entrosamento muito bom, nossas esposas têm até ciúmes dessa relação.”

E a importância do navegador vai muito mais além que simplesmente ler a planilha e falar o caminho a ser seguido. Cabe a ele acompanhar todos os parâmetros no painel como temperatura do motor, pressão do óleo, luzes de advertência, avisos sobre radar, pontos de controle, avisos sobre ultrapassagens, entre outros. Em alguns carros de ponta, como a Ford Ranger da dupla líder do rali, até o esguicho do limpador de para-brisas é o navegador que aciona com um botão no pé direito… Sem falar da necessidade de conhecer a mecânica do carro para executar eventuais reparos durante a prova.

 

“Nossa função é muito estratégica. Além de toda a parte prática, ainda temos de ficar atentos ao psicológico do piloto e adaptar a navegação conforme as necessidades. Por exemplo, se ele está com a pilotagem mais agressiva, eu viro o cauteloso. Nós temos um feeling um do outro, que leva muito tempo para conquistar. Sei quando ele está precisando de nutrição, quando não está bem só de olhar”, explica Beco Andreotti.

E essa sinergia entre a dupla ajuda a passar pelas adversidades que toda prova de rali apresenta. “Tudo fica mais difícil de fazer quando estamos na trilha e em alta velocidade. Para comer, por exemplo, é uma manobra porque as luvas e o capacete também atrapalham”, conta Cristian. “Agora ir ao banheiro deixou de ser um problema, pois colocamos fraldas para não perder tempo. Eu nunca precisei usar, mas o Beco já agradeceu muito por estar com ela uma vez”, lembra rindo. E é bom a gente ir parando por aqui, porque senão vai dar briga no carro!

A dupla da X-Rally Team, atual campeã e líder da edição 2017 do Rally dos Sertões, acelera nesse sábado, dia 26, em busca do segundo título na competição! Siga acompanhando todas as novidades e curiosidades de uma das maiores provas off-road do mundo no nosso blog e na página do Facebook.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here