Qual o melhor celular para jogos?

  Para sabermos qual o melhor celular para jogos é preciso levar em consideração alguns fatores determinantes, voltados ao melhor aproveitamento do aparelho. Quando o assunto é jogabilidade...

215 0
215 0

 

Para sabermos qual o melhor celular para jogos é preciso levar em consideração alguns fatores determinantes, voltados ao melhor aproveitamento do aparelho.

Quando o assunto é jogabilidade — um neologismo criado pelos gamers — é importante levar em conta não só a relação custo-benefício do celular, mas também suas configurações.

Os smartphones — de uma maneira não prevista pela comunidade mais aficionada de jogos — surgiram como uma alternativa aos tradicionais consoles portáteis (quem não se lembra do clássico Game Boy e até do Brick Game), tendo na maioria dos casos configurações se não superiores, ao menos similares a configuração de videogames portáteis mais recentes. Com isso atraíram para o segmento dos celulares modernos e de alta tecnologia a árdua tarefa de não só processar aplicativos e fazer ligações, mas como também de rodar games que exigem cada vez mais do smartphone.

Um bom celular para jogos precisa reunir em seu arsenal um bom processador, uma boa memória RAM e armazenamento suficiente para não faltar espaço na hora de baixar ou atualizar aquele seu jogo favorito.

O processador em um smartphone funciona como o motor de um carro, é ele que garante que todos os demais componentes trabalhem e se alinhem em favor do melhor desempenho possível. Ele é o autor de parte da agilidade do aparelho, evitando que as tarefas travem e que os jogos sofram as temidas travadas e delay de renderização; probleminhas que fazem o jogo “engasgar” e omitir as texturas e efeitos visuais.

A memória RAM cumpre um papel similar, é ela que garante que o smartphone consiga rodar múltiplas tarefas ao mesmo tempo; ou no nosso caso, fazer um jogo pesado funcionar corretamente. A RAM funciona como um pen-drive. Ela tem um limite (2Gb, 3Gb, 4Gb, 8Gb, depende do aparelho) e quando alcança este limite, novos dados param de ser processados e o jogo (ou app) passa a sofrer com travadas constantes, quando não fecha de vez e mata um(a) jogador(a) do coração. A solução quando a RAM está cheia é simples: fechar algumas tarefas que estejam consumindo desempenho. Mas quem se dá conta disso na hora do gameplay?

É difícil encontrar no mercado smartphones de última geração por preços convidativos, e aqueles intermediários sempre carregam consigo a impressão de que são mais baratos porque não são tão bons, não é verdade?

Pode acontecer do smartphone não estar na linha de frente dos aparelhos mais cobiçados do momento, mas possui excelentes configurações e um preço amigável, cumprindo assim o seu papel de oferecer ótimo desempenho quando o assunto é rodar jogos, atuais ou antigos. O Galaxy A8 é um ótimo exemplo. Com um processador potente, memória RAM de 4Gb e 64Gb de armazenamento interno, ele consegue garantir uma ótima posição em todas as listas quando o assunto é alto desempenho na hora de rodar jogos, isso sem abrir mão de administrar tarefas em segundo plano; e conta ainda com bordas mínimas (a chamada borda infinita). O Galaxy A8 é uma excelente opção para quem não abre mão de levar seus jogos favoritos para todo lugar, seja no ônibus, no horário de almoço, na fila do banco ou no banheiro — quem nunca, não é mesmo?

Outras boas opções de aparelhos que oferecem excelente desempenho e jogabilidade, que estão sempre nos topos das listas, são: Galaxy note 9, Galaxy S9, ZenPhone 5Z, Galaxy A8, Moto Z3 Play, Galaxy S7.

Estas foram algumas sugestões para a questão: Qual o melhor smartphone para jogos?

Como pôde conferir, não há uma resposta definitiva para essa pergunta, apenas excelentes opções no mercado. Tentamos aqui jogar alguma luz quanto as configurações que mais interessam quando o assunto é gameplay, e oferecemos algumas opções de smartphones que consideramos o ideal para jogos.

Em nosso site zema.com, você encontra os melhores aparelhos do mercado com preços imbatíveis para jogar muito, sem se preocupar com a bateria ou memória.

In this article

Deixe um comentário